RUA JOSÉ MARIA BARBOSA
3870-214 MURTOSA

GPS:
Latitude: N 40º 45.001
Longitude: W 8º 38.842


HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
TERÇA A DOMINGO
Manhã: 10.00h às 12.30h
Tarde: 14.00h às 18.00h

Marcação de visitas guiadas para grupos:
(+351) 234 830 117
gap@cm-murtosa.pt



Este espaço museológico dedicado à História de uma comunidade e à Fábrica de Conservas da Murtosa, procura ser exemplo de uma estratégia sustentada no labor de um povo que sempre conseguiu transformar adversidades em oportunidades.
 
A COMUR está intimamente ligada à Murtosa. As conservas de enguia são, ainda hoje, uma das nossas imagens de marca e as grandes embaixadoras da Murtosa fora de portas. Existem, por esse país fora, muitas conserveiras e uma série de espaços museológicos associados à indústria conserveira, mas conservas de enguia, só mesmo na Murtosa. É nossa marca identitária e diferenciadora.
 


Neste museu podemos conhecer a história da fábrica e da comunidade onde ela se insere, vendo o desenvolvimento do processo conserveiro e as suas fases.

Aqui aprendemos como as características específicas da Murtosa e da Ria deram origem a esta unidade fabril, como trabalhavam os seus operários e qual o processo completo de produção de conservas desde a chegada do peixe até à expedição das conservas.
 
Este é um Museu inovador, multidisciplinar no qual convivem e dialogam a Murtosa, a Ria, o mar, o trabalho, a indústria, a publicidade e a gastronomia.








A investigação histórica, os estudos e levantamentos efetuados e a intervenção arquitetónica realizada pela Câmara Municipal da Murtosa, permitiram a salvaguarda de um edifício histórico que serve agora de guardião da memória e das histórias de todos aqueles que trabalharam na “Fábrica das Enguias”.
 
Com um investimento de cerca de 1,3 milhões de euros, o Município da Murtosa adquiriu, renovou e instalou um Museu de nova geração que se quer uma referência no panorama museológico nacional e regional. 

Dotado de uma museografia contemporânea, que alia design, conteúdos de qualidade e interatividade, este espaço distingue-se pela sua capacidade pedagógica de envolver os diversos públicos na história de uma fábrica, dos seus trabalhadores e, no fundo, de toda uma comunidade.